Saúde

Funcionários reclamam de salários atrasados no Instituto Couto Maia

Trabalhadores dizem que estão com contas sem pagar por conta do atraso

[Funcionários reclamam de salários atrasados no Instituto Couto Maia]
Foto : Carol Garcia/GOVBA

Por Juliana Almirante no dia 21 de Janeiro de 2020 ⋅ 13:00

Os funcionários do Instituto Couto Maia não receberam até hoje (21) o salário relativo ao mês de dezembro. A situação foi denunciada por um ouvinte da Rádio Metrópole. O contrato é terceirizado com a Fundação José Silveira.

“Temos aluguel atrasado, contas de luz e água sem pagar. Todo dia eles falam que vão pagar e até hoje nada”, reclama o ouvinte, que preferiu não se identificar. Segundo ele, a mesma situação ocorreu em dezembro, quando pagamento do mês de novembro só foi feito no dia 27.

Procurada pelo Metro1, a fundação informou que aguarda repasse do recurso pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), já que faz os pagamentos imediatamente e não retém a quantia.

Em nota, a Sesab informou que realiza pagamentos regulares e consecutivos a todos os fornecedores, inclusive para a Fundação José Silveira.

"Foram pagos mais de R$ 23,5 milhões em dezembro de 2019, ao contabilizar todos os contratos desta instituição com a Sesab. Cabe esclarecer ainda que a mesma é responsável pelo pagamento dos seus colaboradores, bem como os encargos trabalhistas. Na oportunidade, em virtude de tal denúncia, será aberta sindicância a fim de verificar tais fatos", diz a secretaria.

Notícias relacionadas