Política

Membros do DEM negam perseguição a Leo Prates

Nos bastidores, a filiação de Prates ao PDT é dada como certa

[Membros do DEM negam perseguição a Leo Prates]
Foto : Reginaldo Ipê/Ascom/CMS

Por Alexandre Galvão no dia 05 de Dezembro de 2019 ⋅ 16:52

Deputado estadual pelo Democratas, Sandro Régis negou que tenha perseguido o secretário de Saúde de Salvador e também integrante da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Leo Prates. Em pedido de desfiliação apresentado ao Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), Prates afirma que durante dois anos foi boicotado por membros do seu partido e aponta Régis como um desses. 

“Isso não existe. Almocei com ele na segunda-feira. Eu não vou nem responder, pois isso não procede”, disse Régis, ao Metro1

 

Procurado pelo Metro1, o chefe da Saúde na capital disse que o pedido foi feito por “precaução”, já que ele pretende migrar de legenda. O quase ex-democrata apontou ainda que todas as alegações têm como base matérias jornalísticas. 

Nos bastidores, a filiação de Prates ao PDT é dada como certa. Recentemente, o ingresso do vereador Odiosvaldo Vigas na presidência do partido em Salvador reforçou a tese de candidatura de Prates pela legenda. 

Notícias relacionadas