Política

'Não tem plano B, tem o plano Bruno em 2020', afirma Doria sobre eleição municipal

Governador participou da primeira coletiva do prefeito da capital paulista após o início do tratamento de um câncer na região do estômago

['Não tem plano B, tem o plano Bruno em 2020', afirma Doria sobre eleição municipal]
Foto : Governo do Estado de São Paulo

Por Juliana Rodrigues no dia 18 de Novembro de 2019 ⋅ 17:20

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse hoje (18), durante coletiva de imprensa ao lado do prefeito da capital, Bruno Covas (PSDB), que o partido não tem um "plano B" para as eleições municipais do ano que vem.

"(O PSDB) Não tem plano B. Tem o plano Bruno. É só Bruno em 2020. Ele terá saúde, disposição e voto para se reeleger", afirmou o governador, que estava presente na primeira coletiva que Bruno Covas fez após iniciar o tratamento contra o câncer na região do estômago.

O prefeito evitou falar sobre o tempo estimado do tratamento e os possíveis efeitos dele nos seus planos administrativos e políticos. "Cada câncer é diferente do outro. Cada pessoa reage de uma forma. Não há como prever a segunda etapa do tratamento. Não se trata de uma discussão subjetiva, mas objetiva. Enquanto eu estiver dentro das minhas faculdades mentais e físicas sou obrigado a ser prefeito", disse.

Covas deve iniciar a terceira etapa da quimioterapia na próxima semana. Só depois disso será decidida a segunda fase do tratamento.

Notícias relacionadas

[Lídice da Mata quer quebrar sigilos de Fabio Wajngarten]
Política

Lídice da Mata quer quebrar sigilos de Fabio Wajngarten

Por Kamille Martinho no dia 29 de Janeiro de 2020 ⋅ 12:40 em Política

A comissão tem informações de que secretário de Comunicação Social da Presidência teria participado da rede clandestina de financiamento e operação das milícias digitais...

[Após aval do TRE-BA, Léo Prates sai do DEM ]
Política

Após aval do TRE-BA, Léo Prates sai do DEM 

Por Alexandre Galvão no dia 29 de Janeiro de 2020 ⋅ 07:37 em Política

Em mensagem divulgada hoje, o político ressaltou que sai da legenda, mas permanece ao lado do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM)