Mundo

Trump recua e nega querer adiar eleições nos EUA

Presidente americano comentou sobre adiamento até que fosse possível votar com "segurança e proteção" de maneira presencial

[Trump recua e nega querer adiar eleições nos EUA]
Foto : Tia Dufour/Official White House Photo

Por Matheus Simoni no dia 31 de Julho de 2020 ⋅ 13:00

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recuou e agora disse que não quer adiar a data das eleições presidenciais, no país, previstas para 3 de novembro. Inicialmente, o líder americano lançou dúvida em um tweet sobre o voto por correios, chamando-o de método "fraudulento" de votação. Trump não apresentou provas sobre as teorias conspiratórias a respeito da eficiência desse tipo de sistema. 

O presidente foi alvo de pressão dentro do próprio Partido Republicano. Mesmo recuando, no entanto, ele deu a entender que pode contestar os resultados na Justiça. "Quero as eleições, não quero um atraso no dia da eleição, mas quero o resultado. Todos sabem que não funciona, seremos ridículos. Não quero esperar semanas para termos os resultados em semanas, meses e potencialmente anos, podemos nunca saber quem ganhou. É bom senso, não é política", disse durante a coletiva-discurso com jornalistas na Casa Branca hoje (31).

O voto por correios é permitido em pouco mais de 20 estados norte-americanos, mas vem sendo estudado como forma eficaz de votação em outros. Isso tudo para evitar uma onda de contaminações pelo coronavírus. 

Notícias relacionadas