Esportes

‘Se o Vitória fosse uma empresa fechava as portas’, diz ex-presidente do clube

Ademar Lemos também disse que acredita que o time voltará à série A do Campeonato Brasileiro

[‘Se o Vitória fosse uma empresa fechava as portas’, diz ex-presidente do clube]
Foto : Stephanie Suerdieck / Metropress

Por Metro1 no dia 04 de Dezembro de 2019 ⋅ 20:07

Ex-presidente do Vitória, Ademar Lemos, afirmou à Rádio Metrópole, nesta quarta-feira (4), que se o clube fosse uma empresa estaria falido. “Quebrado. Se fosse uma empresa fechava as portas. Apesar de Raimundo Viana e Manoel Matos deixarem recursos mais do que suficientes para se dirigir um clube. Todos os ex-presidentes tinham inveja de assumir o clube com caixa. Ninguém nunca assumiu com caixa, assumiu com dívida. Infelizmente, o dinheiro foi pelo ralo. A outra de Ricardo David também, já pegou o clube sem dinheiro, mas mesmo assim afundou muito”, afirmou durante o Jornal da Cidade-II Edição.

Ainda na oportunidade, Lemos também disse que acredita que o time voltará à série A do Campeonato Brasileiro. “Com certeza vamos subir em 2020. O clube está unido, forte. Se reunindo quase toda semana. A responsabilidade é muito grande para deixar nas mãos de uma ou duas pessoas”, avaliou.

Notícias relacionadas