Editorial

Postagem de Paulo Carneiro sobre Chico Buarque é reflexo de 'clima de ódio', diz MK; ouça

Em comentário na Rádio Metrópole, Kertész ainda celebrou a aprovação das contas de Antônio Calmon, ex-prefeito de São Francisco do Conde

[Postagem de Paulo Carneiro sobre Chico Buarque é reflexo de 'clima de ódio', diz MK; ouça]
Foto : Tácio Moreira / Metropress

Por Metro1 no dia 21 de Novembro de 2019 ⋅ 08:47

Em comentário na Rádio Metrópole, na manhã de hoje (21), Mário Kertész falou sobre os principais assuntos do noticiário nacional e local, como a morte do cineasta Fábio Barreto, após quase dez anos em coma, e a publicação feita pelo presidente do Vitória, Paulo Carneiro, de "fake news" contra o cantor e compositor Chico Buarque. Para MK, a atitude do cartola rubro-negro é reflexo de um tempo onde o clima de ódio é generalizado, que só encontra paralelo na época do governo constitucional de Getúlio Vargas, nos anos 50.

"Você pode até não gostar das posições políticas de Chico Buarque de Hollanda. Primeiro, ele tem o direito de ter as posições políticas que quiser. A gente vive ainda uma democracia, não sei por quanto tempo. E segundo, independente de você não gostar da posição política dele, é um gênio que merece todo nosso respeito", disse MK.

Outro tema abordado por Kertész foi a informação, divulgada pelo jornalista Kennedy Alencar, da CBN, de que o vereador carioca Carlos Bolsonaro (PSC) pode ter ligação com o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL). MK recomendou cautela diante da possibilidade. "A facilidade que hoje em dia a gente joga o nome das pessoas na lama é total. (...) E depois que joga, não adianta você desmentir. Eu realmente tenho, cada dia que passa, mais respeito e mais cuidado em relação a isso. (...) Quem não gosta de Carlos, por exemplo, deve chegar e dizer 'tá vendo? é isso mesmo'. Calma! Você já viu mesmo? Você sabe? Não tô aqui defendendo ele, mas eu acho que a gente tem obrigação de ter respeito pelas pessoas, independente do que elas pensam", ponderou.

MK ainda celebrou a aprovação das contas de Antônio Calmon, ex-prefeito de São Francisco do Conde, na Região Metropolitana de Salvador. Com o aval do Tribunal de Contas dos Municípios, o caminho de Calmon está livre para uma candidatura em 2020. "Andaram dizendo que ele não podia ser candidato por causa das contas, que teriam sido rejeitadas. As contas dele foram aprovadas e ele é pré-candidato, sim, à prefeitura. Vocês que estavam contando com outra coisa, tirem seu cavalinho da chuva e dancem", afirmou.

Ouça o comentário completo:

Notícias relacionadas