Brasil

Governadores apoiam veto a reajustes de salário para servidores

Com isso, o funcionalismo de União, estados e municípios terão os salários congelados até 2021

[Governadores apoiam veto a reajustes de salário para servidores]
Foto : Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Por Luciana Freire no dia 21 de Maio de 2020 ⋅ 16:00

Os governadores manifestaram hoje (21), em reunião por videoconferência com o presidente Jair Bolsonaro, apoio para vetar, no projeto de socorro a estados e municípios, o trecho que autoriza reajustes para servidores públicos. A informação foi divulgada pela Agência Brasil.

Bolsonaro disse que sancionará a lei, com o veto, o mais breve possível. Com isso, o funcionalismo de União, estados e municípios terão os salários congelados até 2021. O presidente afirmou que o congelamento de salários é o remédio menos amargo.

"Em comum acordo com os Poderes, nós chegamos à conclusão de que, congelando a remuneração, os proventos também dos servidores até o final do ano que vem, esse peso seria menor, mas de extrema importância para todos nós. É bom para o servidor, porque o remédio é menos amargo, mas é de extrema importância para todos os 210 milhões de habitantes", disse Bolsonaro.

A fala do presidente foi apoiada pelos gestores locais, que participaram por videoconferência. Todos os 27 administradores estavam presentes.

Os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), também participaram do encontro, ao lado de Bolsonaro e de ministros de Estado, a partir do Palácio do Planalto.

Notícias relacionadas