Brasil

Ceará deve ser o primeiro estado a atingir pico de infecção por coronavírus, alertam pesquisadores

Projeção da Rede CoVida indica que, no início de abril, o estado deve registrar 3 mil casos de infecção e alcançar o segundo lugar em número de pacientes

[Ceará deve ser o primeiro estado a atingir pico de infecção por coronavírus, alertam pesquisadores]
Foto : Mauricio Bazilio / SES

Por Juliana Rodrigues no dia 06 de Abril de 2020 ⋅ 10:00

Pesquisadores da Rede CoVida, iniciativa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da Universidade Federal da Bahia (Ufba), indicam que o Ceará deve ser o primeiro estado brasileiro a atingir o pico de infecções pelo novo coronavírus, no dia 25 de abril. O relatório ainda estima que o número de pacientes no estado deve passar de 3 mil ainda nesta semana, fazendo com que o Ceará fique em segundo lugar entre os mais afetados do país.

De acordo com os registros da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), divulgados ontem (5), o estado já registra 824 pessoas infectadas e 26 mortos com complicações pela doença, um mês após a primeira confirmação.

A estimativa do boletim da Rede CoVida é de que o Ceará deve alcançar o número de 3.053 pessoas infectadas pelo novo coronavírus, ultrapassando o Rio de Janeiro (2.887) e ficando atrás apenas de São Paulo (11.684), nesta quarta-feira (8). Neste mesmo dia, o Brasil deve ter cerca de 21 mil casos de pacientes infectados e mais de 500 mortes pela doença.

Notícias relacionadas